Filme: Os Vingadores

 
Quando Nick Fury (Samuel L. Jackson) fez a pequena aparição em “O Homem de Ferro” começou todo o pafafa em torno de da reunião entre a trupe mais querida da Marvel, Os Vingadores. Nós esperamos, esperamos e esperamos. NADA. Começou a ser lançado os filmes como Capitão América e Thor. Mesmo assim, só havia boatos de que nosso sonho iria se tornar realidade. O receio era até meio óbvio. John Carter tinha sido uma negação, nem redeu o valor do filme e deu prejuízo para a produtora, ninguém queria soltar muita coisa e cair na desgraça. Então uma avalanche de informações invadiu nossas cabeças. Os Vingadores já estava pré-pronto. E veio uma enxurrada de vídeos, spots e teaser. Era tanta informação que ninguém conseguia colocar sentido na história como um todo. Quem seria o vilão? Como eles desenvolveriam a história com tantos personagens e como eles se uniriam e diante de que propósito? Daria certo depois de tanto spoiler revelado? Eu mesmo fiz questão de não vê nenhum teaser ou vídeo promocional que saiu, vi apenas os dois trailers oficiais.
Era uma questão de honra da Marvel. Nós, fãs, não queríamos ser decepcionados e eles não queriam fracassar. Se o filme desse certo, seria uma nova mina de ouro. E foi. E vai ser.
A única pergunta que eu não me fiz enquanto me questionava sobre essa adaptação era: TINHA COMO ESSE FILME NÃO DÁ CERTO?
A resposta é NÃO!
Os Vingadores estreou em primeiro lugar em todos os países que foi lançado (inédito ainda nos U.S.A, que só chega aos cinemas de lá no dia 4 de maio). É rodado em torno do vilão Loki/irmão de Thor que se apossa do Tesseract, um cubo que serve como portal para outros mundos, guardado na S.H.I.E.L.D, agência comandada por Nick Fury. Ao tomar consiência que o mundo pode sucumbir diante do roubo, Fury resolve reunir pessoas com super habilidades. A Iniciativa Vingadores é ativada.
Os filmes anteriores são como uma introdução para esse. Então sem precisar de apresentações, nossos heróis (alguns anti-heróis) são reapresentados de forma rápida. Eles são:
Thor (Chris Hemsworth), alienígena dado como semi-deus por uma sociedade primitiva.
Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), “playboy, gênio, bilionário, filantrópico” e humilde  com sua armadura high tech.
Capitão América (Chris Evans), *Zzzzzzz* herói americano que morreu e viveu de novo, ele usa colante UI! (para saber mais lê as HQ’s).
Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo), o doutor afetado pela própria experiência, quando fica com raiva se tranforma no poderoso monstro verde que todos conhecem.
Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), espiã russa cheia de charme e habilidades ninjas.
Agente Clint Barton/Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), ele atira com um arco e flecha. No começo, é hipnotizado por Loki, mas depois se junta para combater o mal (rsrs).
Eles vão lutar para que a terra seja sucumbida pelos ataques de Loki, esse, como falado antes, é o irmão (adotivo) de Thor. Quando capturado pelos Vingadores, parece está satisfeito com sua prisão. Tudo isso não passa de uma armação para que ele possa atiçar o poderoso Hulk. Nossos heróis não se batem. Eles só querem terminar a missão de recuperar o Tesseract e voltar para o que estavam fazendo antes. Mas quando o Agente Phil Coulson (Clark Gregg), que foi introduzido a nós nos filmes anteriores, é morto por Loki, todos os heróis se juntam para vingar sua morte. Aqui eles começam MESMO com “Os Vingadores” (isso em quase 50 minutos de filme, o que torna a coisa meio desesperadora no começo “pacato”).

A reviravolta do filme é visível. Ele passa de piadas-lutinhas-piadas para aluciante briga para salvar a terra e vingar um amigo (e mais piadas, é claro). O que realmente me deu medo foi aqueles “robôs-baleias” que voavam. Eu morro de medo de baleias. =S Cenas cheias de ações que quase não nos permitem respirar, mas é quase impossível não vibrar loucamente.
O destaque do filme vai para Mark Ruffalo, O Hulk, que é melhor do que seus antecessores no papel (Eric Bana e Edward Norton), que chega a ser tão sereno/demente que nós faz acreditar que ele nunca vai se desequilibrar . Outro detalhe aqui é que a voz do personagem é feita por Lou Ferrigno, que viveu Hulk na série de TV dos anos 1970.
Quem pensava (assim como eu) que O Homem de Ferro ia levar o filme nas costas, bate de cara com a telona. Cada personagem é bem interpretado como individual. Cada um deles é colocado de forma única, alguns até melhor do que nos seus filmes solos.
Joss Whedon, diretor e roterista do filme, acerta em cheio da elaboração da trama. Nós levando há um clímax maravilhoso. Isso não é novidade para o diretor, que rodou seu primeiro longa “Serenity” em 2005, e foi aclamado pela crítica. Em seu segundo filme na cadeira principal, Os Vingadores, ele foi colocado em cheque e sai ovacionado, sem dúvida.
Os Vingadores é um filme divertido e fácil de absorver, sem deixar de ser inteligente.Valeu a espera. Alguns fãs mais ortodoxos vão dizer que é mediano. Mas a verdade é que HATERS GONNA HATE, e The Avengers se tornou a melhor adapção de quadrinho desde Batman – O Cavaleiro das Trevas.

OBS: Senti falta do “HULK SMASH” pelo próprio. =/

Nota: 9
Título Original: The Avengers
Direção:  Joss Whedon
Roteiro: Zak Penn, Joss Whedon
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Tom Hiddleston, Clark Gregg, Cobie Smulders, Stellan Skarsgård, Samuel L. Jackson, Gwyneth Paltrow, Paul Bettany, Alexis Denisof, Tina Benko. 


4 comentários:

Iza disse... Responder comentário

Quero muito ver esse filme.
Adoro filmes de super heróis.
Beijos :)

http://vintageiz.blogspot.com

Lary Silvestre disse... Responder comentário

nao gosto desse tipo de filme, mais quem assistiu disse que realmente é bom!

Beijãão
larysilvestre.blogspot.com

Raíssa disse... Responder comentário

Pôxa, vc podia avisar que tem spoiler no seu texto, heim? Não sabia que o agente morria. :/

Ainda não vi o filme, quero muito ver! Gostei bastante do Hulk do Edward Norton, quero ver como vai ficar o do Mark Ruffalo, gosto bastante dele tbm. :)

bjs!

Sara disse... Responder comentário

Eu amei este filme, deu vontade de rever, mas cadê grana? Me surpreendeu em todos os sentidos! Os Vingadores foi um dos melhores filmes que vi este ano.

Postar um comentário